Como se locomover em Reims


Carros, bondes, bicicletas e pedestres em Reims, na Rue de Vesle

Carros, bondes, bicicletas e pedestres em Reims, na Rue de Vesle

Reims é a principal atração turística da região de Champagne-Ardenne, na França. Fica a 45 minutos de trem de Paris e é a terra do champanhe e dos mais belos edifícios medievais da Europa, dentre eles a Catedral de Notre-Dame de Reims, onde quase todos os reis franceses foram coroados.

Em outros artigos desse blog eu falo sobre o que fazer em Reims e sobre como ir de Paris até lá. Esse é o quarto de uma série de cinco artigos sobre esse destino turístico imperdível da França e nele você ficará sabendo como se deslocar pela cidade para conhecer suas atrações conhecidas e desconhecidas.

A pé

Como se locomover em Reims andando á pé pelo centro da cidade

Andando á pé pelo centro de Reims

O centro da cidade é bem pequeno, plano. bonito e fácil de ser explorado caminhando. Além disso, a maioria das atrações está localizada no centro e a uma distância que viabiliza o deslocamento a pé entre elas. Por causa disso você não precisa de nada mais além de um calçado confortável para fazer a maior parte do meu roteiro sugerido de um dia de visita a Reims. Sendo assim, não tenho dúvidas em afirmar que

A melhor forma de se locomover em Reims é a pé

Para se orientar em sua caminhada pela cidade você tem três opções interessantes:

  1. Tela do aplicativo "Reims Champagne Tour" para smartphonePegar um mapa grátis no Officio de Tourisme de Reims, localizado no número 2 da rue Guillaume de Machault, ao lado da Catedral de Notre-Dame de Reims, local de fácil localização e que certamente estará incluído em sua rota, já que é uma das principais atrações da cidade.
  2. Se você estiver com um smartphone, usar o aplicativo Reims Champagne Tour, disponível para iOS e Android, para  obter informações sobre os locais que vai visitar, incluindo endereço, telefone e mapa. O interessante é que o aplicativo tem um “modo offline”, que permite você consulte as informações sem precisar de conexão à internet. Eu instalei, usei e acho que vale a pena.
  3. Além disso, antes da viagem, você pode utilizar o velho e bom google maps para identificar, no mapa da cidade, os locais que vai visitar e se orientar no deslocamento entre eles, todavia , em  se tratando de Reims, o melhor mapa para o planejamento antes da viagem é o mapa interativo de Reims, que já vem com todas as atrações e pontos de interesse cadastrados e você só precisa clicar no local que já aparece no mapa.

De transporte público

Reims tem um serviço de transporte público muito eficiente, com ônibus comuns, articulados, micro-ônibus e bondes numa rede integrada e bem dimensionada.

Linhas, itinerários, mapas e tarifas

Reims - Ponto de ônibus Saint Remi

Reims – Ponto de ônibus

Na página da CITURA Mobitrans, que é a companhia de transporte público que serve a região metropolitana de Reims, você obtém informações sobre horários e itinerários e pode fazer o download de mapas das linhas do transporte público em formato PDF. Se você estiver com um smartphone com acesso à internet, você pode entrar na página para aparelhos portáveis da CITURA para saber os pontos de ônibus e bondes próximos, os horários dos próximos ônibus ou bondes que passam no ponto onde você está e os itinerários das linhas que servem o local onde você está. A CITURA tem página no facebook e no Tweeter. Bilhetes do transporte público custam € 1,55 para uso por até 1 hora ou € 3,80 para um passe válido por 24 horas (confira os preços na página de tarifas da CITURA) e podem ser comprados em caixas eletrônicos que ficam nas estações de bonde e em diversas estabelecimentos comerciais autorizados.

Bilhetes para uso por até 1 hora podem ser comprados também com os motoristas dos ônibus mas, se for comprar os bilhetes com eles, é bom ter o dinheiro trocado em mãos na hora do embarque.

Se você pretende utilizar o transporte público várias vezes no mesmo dia ou por mais de 24 horas, considere a opção de comprar um bilhete válido para dez viagens (10 x 1 heure) que custa €11,65 (i.e. mais barato que você comprar 10 bilhetes de uma hora) e você não vai precisar comprar bilhetes várias vezes.

Como se locomover em Reims de ônibus articulado do transporte público

Ônibus articulado do transporte público de Reims

Normas para validação dos bilhetes

Os bilhetes devem ser validados ao entrar nos ônibus ou bonde, mesmo que você esteja apenas passando de um veículo para o outro e já tenha validado no veículo anterior. Se você não validar o bilhete em todos os embarques ou circular de transporte público sem ter comprado o bilhete estará sujeito a multa, à vergonha de ser pego tentando viajar de graça e à perda de seu tempo precioso de viagem para receber uma gentil advertência do fiscal, ser multado e pagar a multa. Alguns exemplos de infrações e valores das respectivas multas podem ser obtidos na página sobre controles e multas no site da rede de transporte público local.

Como se locomover em Reims através de bondes, que circulam em duas linhas pela cidade

Bondes circulando em Reims

Os bondes de Reims e as duas linhas quase coincidentes

Os bondes elétricos em Reims são uma atração à parte: Conhecidos como tramway, eles tem o desenho da parte da frente lembrando uma taça de champanhe.

Há duas linhas de bonde na cidade que compartilham uma rota similar. O ponto final ao norte da cidade de ambas as linhas é a estação NEUFCHÂTEL. As duas linhas vão juntas, compartilhando outras 18 estações, até a estação ARAGO, a partir da qual as duas linhas se separam e a linha B vai até a Estação BEZANNES, que fica próxima á Estação de trem TGV Champagne-Ardennes e a linha A vai até a HÔPITAL DREBRÉ, onde há um estacionamento P+R que permite você deixar o carro e andar de transporte público. Para se familiarizar com as duas linhas de bonde e suas estações, consulte o mapa da linhas A e B em formato PDF.

As duas linhas circulares de ônibus

Há também duas linhas de ônibus, chamadas de Citadine 1 e 2 com micro-ônibus que param em cada ponto em intervalos regulares de 20 minutos, uns no sentido horário e outros no sentido anti-horário fazendo uma rota circular passando pelas principais atrações turísticas do centro da cidade. Cada ônibus faz o circuito completo em cerca de 25 minutos. Se você não estiver muito disposto a andar a pé, esses ônibus podem ser utilizados como uma maneira barata de fazer um city tour: comprando a passagem para 24 horas você pode circular pelas atrações do centro da cidade, embarcando e saltando do micro-ônibus quantas vezes quiser.

De carro

Não considero carro a melhor forma de se deslocar em Reims então, se você for para lá de carro, a melhor coisa a fazer é procurar um estacionamento e deixar o carro lá.

Há milhares de vagas de estacionamento espalhadas pela cidade e uma opção interessante de bilhete de baixo custo que combina estacionamento nos arredores do centro da cidade e deslocamento de ida e volta até o centro por transporte público.

Em três estacionamentos da rede pública municipal nos arredores do centro da cidade é vendido um bilhete especial que custa € 3,30 e serve para estacionamento de um carro por um dia e mais uma viagem de ida e volta até o centro da cidade para até 7 pessoas, desde que todo o grupo viaje junto no transporte público municipal nos percursos de ida e volta. Esse bilhete é chamado de Les Parkings Relais Tram et Bus e pela sigla P+R e visa incentivar os habitantes e visitantes a deixarem o carro estacionado fora da região central da cidade e se locomoverem até lá de transporte público. Maiores detalhes sobre como se deslocar em Reims

  • NEUFCHÂTEL  que é o ponto final das linhas 1A e 1B de bonde e ponto de ônibus das linhas 4 e 14, localizado à Rue de Neuchâtel, com 189 vagas;
  • HÔPITAL DEBRÉ que é o ponto final da linha 1A de bonde e também ponto de ônibus das linhas 4, 7 e 12, localizado à Avenue d’Epernay, com 152 vagas;
  • BELGES que é um ponto intermediários das linhas 1A e 1B de bonde e ponto de ônibus das linhas 3 e 14, localizado à Avenue de Laon, com 97 vagas.

Essa é uma opção interessante pois evita que você perca tempo em engarrafamentos no centro da cidade ou procurando vaga para estacionar no centro.

Para entrar no estacionamento apenas aproxime-se da cancela eletrônica e a mesma se abre automaticamente. Para sair, basta validar o seu bilhete na leitora eletrônica para acionar a abertura da cancela de saída nos estacionamentos P+R.

Além da opção P+R há vários estacionamentos no centro da cidade, alguns deles pagos e outros gratuitos. Há também vagas nas ruas que utilizam parquímetro para cobrança e o valor pago é definido de acordo com a zona.

Para maiores informações sobre estacionamento em Reims visite a página com detalhes sobre esse assunto (em francês) no site da Secretaria de Turismo de Reims ou na página sobre estacionamento (em francês) do site da prefeitura da cidade.

De táxi

Só vale a pena se deslocar de táxi para visita a lugares fora do centro da cidade e que não são servidos pelo transporte público ou se você não fizer questão de gastar muito mais e de ter o conforto de passar o dia visitando a cidade com um motorista á sua disposição. É importante saber que o preço da corrida de táxi ​​(cerca de 1 € por quilômetro com o veículo rodado ou €21,00 por hora com o veículo parado) é muito mais caro que a de transporte público e os táxis não param para você na rua e, portanto, tem que ser reservados com antecedência, o que pode ser um pouco difícil de fazer sozinho se o seu francês não está no nível de conversação.

Uma dica, caso você não fale francês, é você solicitar ao pessoal do hotel onde estiver hospedado, do restaurante onde estiver fazendo a sua refeição ou da atração turística que estiver visitando para ligar e pedir um táxi para você.

Na lista abaixo você encontra os nomes e os contatos de algumas companhias de táxi de Reims:

  • TAXI CITY – 06 64 90 93 43; Rue Dieu Lumière, 22; city.taxi@free.fr;
  • LES TAXIS DE REIMS – 03 26 47 05 05;
  • Commune de stationnement Taxis De Reims (parceiros do taxi g7, que tem aplicativo para Android, iOs e windows phone)- 03 26 47 05 05; Cour De La Gare,1;
  • Commune de stationnement Compagnie Remoise De Taxi – 03 26 08 43 82; Allee Andre Reinert, 9;
  • Commune de stationnement Artisan Taxi Reims – 06 07 08 31 11; Rue De L Equerre, 4.

Para mais informações e contatos para serviço de táxi da cidade, bem como o valor atualizado das tarifas consulte essa página da itaxis.fr. Para calcular on line o preço de uma corrida de táxi em Reims basta informar os locais ou endereços de origem e destino nessa calculadora da taxiautofare.com.

De ciclo taxi

Como se locomover em Reims de ciclo táxi

Ciclo táxi de Reims

O Ciclo Táxi de Reims, também conhecido como happymoov, é um meio de transporte interessante e ecológico. Trata-se de um triciclo movido a pedaladas do condutor que leva até duas pessoas e circula pela cidade de 10h às 18h.

O serviço funciona como um serviço de táxi tradicional: Você pode fazer uma reserva prévia pelo telefone 0610 490157 (custo da reserva €1,00) ou sinalizar para um ciclo táxi que estiver livre, circulando pela cidade. O preço da locomoção por ciclo táxi é maior do que o do transporte público mas é menor que o preço do táxi comum (i.e. em um automóvel).

Além da possibilidade de uso para se deslocar, você pode também fazer um passeio turístico pela cidade a bordo de um ciclo táxi. Os passeios tem um percurso padrão que incluem o centro da cidade e as principais casas de champanhe. Os motoristas apresentam as atrações em francês, inglês, alemão, italiano e espanhol. O circuito de  30 minutos custa €15,00 e o de 1 hora custa €23,00.

Pela excentricidade e conveniência desse meio de transporte, pode ser uma opção interessante de locomoção pelo menos para dar uma volta e tirar algumas fotos.

De micro ônibus panorâmico

Como se locomover em Reims de micro ônibus de passeio turístico

Micro ônibus de passeio turístico

Essa é uma forma inusitada de deslocamento em Reims. Na verdade essa não é uma opção de transporte público utilizada para o deslocamento pela cidade e sim de um passeio turístico pelas principais atrações da cidade em um micro ônibus panorâmico, ou seja, com a parte de cima aberta.

Há três opções de passeio:

  • Pelo centro da cidade e suas principais atrações
  • Pelas vinícolas da região, incluindo visita a um pequeno produtor
  • Por quatro grandes casas de champanhe, mas não com ênfase na bebida e sim nos vestígios deixados pelos refugiados que se abrigaram em suas adegas subterrâneas durante a Grande Guerra (1914-1918).

Como estamos falando no deslocamento pela cidade para conhecer os pontos turísticos da cidade esse “meio de transporte” aparece como uma opção de destaque já que lhe dá uma visão geral das principais atrações de cada circuito e tem um guia de áudio incluído em inglês, alemão, holandês e espanhol. Reservas podem (e devem!) ser feitas no site do Centro de Informações Turísticas e você deve pegar o ingresso no local, que é de onde parte o ônibus.

O pontos de paradas incluem atrações turísticas tradicionais e algumas menos conhecidas como as desse outro artigo do blog sobre atrações que ninguém conhece de Reims, onde você pode encontrar, inclusive, maiores informações sobre o passeio de micro-ônibus panorâmico.

Outras dicas e informações

Nesse artigo você ficou sabendo como se deslocar pela cidade de Reims. Em outro artigo desse blog eu sugiro um roteiro de visita de um dia pela cidade. No final dele você encontrará outras referências sobre o aplicativo e o centro de informações turísticas, onde você poderá obter mais informações.

Se você estiver em Paris poderá obter informações importantes no artigo desse blog sobre como ir de Paris a Reims e poderá personalizar a sua visita incluindo atrações do outro artigo onde apresento coisas fora do roteiro comum para você fazer na cidade como andar de bike no meio dos vinhedos, visitar uma floresta bizarra ou se misturar aos habitantes locais e conhecer o quotidiano da cidade.

Além disso, em um outro artigo, que publicarei breve, você terá mais informações sobre as principais atrações da cidade, que são:

  1. As casas de champanhe de Reims, com descrição, endereço e informações para reserva de visita guiada às sedes das principais casas de champanhe do mundo, localizadas em Reims, e às suas adegas naturais, conhecidas como caves e
  2. Os monumentos históricos de Reims, com detalhes sobre a história da cidade e sobre os principais monumentos, em especial os classificados como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Fique atento e visite regularmente esse blog ou cadastre o seu endereço de e-mail no campo apropriado, na coluna da direita, no topo dessa página, para receber uma notificação cada vez que for publicado um novo artigo.

Palavras finais

Se gostou desse artigo guarde, compartilhe e comente!

Se quer imprimi-lo para utilizar em sua viagem, utilize o botão de impressão abaixo. Os demais botões servem para você compartilhar esse artigo por e-mail ou pelas redes sociais da qual participa. Lembre-se: Compartilhar não custa nada e você me ajuda a divulgar o meu blog.

Comentários, sugestões e informações sobre a sua visita a Reims serão todos bem-vindos, especialmente se usou algum dos meios de transportes sugeridos nesse artigo ou alguma dicas dos outros artigos sobre a cidade e quiser deixar a sua opinião, contar a sua experiência ou acrescentar outras dicas para outras pessoas que viagem para lá depois de mim e de você. Utilize o espaço apropriado no final desse artigo ou de outros desse blog para deixar os seus comentários.

Se você tirou fotos interessantes sobre os meios de transporte de Reims e quiser me enviar alguma delas, junto com a sua autorização para eu publicar nesse blog eu agradeço. Por exemplo, você deve ter notado que nesse artigo ficou faltando fotos de táxi da cidade, da entrada dos estacionamentos e dos parquímetros de lá. Para me enviar as fotos é só usar um dos meios de contato disponíveis sob o título ONDE ME ENCONTRAR na coluna da direita desse blog.

Boa viagem!


Crédito das fotos utilizadas nesse artigo: A foto do ciclotáxi de Reims é de Alain Ranaudin. A foto dos bondes circulando pela cidade é de JacquesDRIOL – Reims Métropole. A foto da Rue de Vesle é de Carmem Moya, a foto da sinalização no ponto de bonde é de Charles-Emmanuel CAMUS e a foto do micro ônibus panorâmico é de Reims Métropole e essas três fotos  foram publicadas nesse blog com autorização por escrito do  © OT Agglomération de Reims em 22/4/2015. A foto do ônibus da CITURA Mobitrans é de By Daiima e a mesma é de domínio público, via Wikimedia Commons.  A foto do ponto de ônibus é de Daiima e licenciada por CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons. As demais fotos são do acervo pessoal © Jodelson Sabino e tem todos os direitos reservados, sendo proibida a divulgação ou uso das mesmas sem a prévia autorização expressa e por escrito do autor.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado