Como ir de Paris a Reims 4


Indo de carro para Reims

Indo de carro de Paris para Reims

Reims é, sem dúvida, uma cidade que você não pode deixar de visitar. Com tantas atrações interessantes e localizada tão perto de Paris, a dúvida que fica é sobre qual é a melhor forma de ir de Paris até lá. Você pode ir de trem, que é rápido e barato, de carro, parando onde quiser no caminho e definindo seu ritmo e horário para fazer as coisas, de ônibus confortável com guia que fala português, que te pega e te entrega de volta no hotel em Paris ou ainda de avião, de ônibus comum ou de táxi.

Esse artigo é o terceiro, de uma série de cinco, sobre a cidade e lhe dá todos os detalhes sobre como ir de Paris até Reims. Aqui você encontrará as informações necessárias para escolher o meio de transporte mais adequado ao perfil da sua viagem e, depois de escolhido, aqui também você encontrará as dicas e o passo a passo para fazer a sua viagem pelo meio de transporte escolhido.

No final desse artigo você encontrará referências sobre o que fazer em Reims, incluindo  programações interessantes, mas pouco conhecidas porque não fazem parte dos roteiros turísticos tradicionais de visita à cidade e também um link para outro artigo desse blog que dá uma dica de roteiro de um dia de visita à cidade.

Planejando a sua ida de Paris a Reims

Você pode ir de Paris a Reims de trem, de carro, de ônibus, de taxi ou de van que te pega e te devolve na porta do hotel. Cada opção tem suas vantagens e desvantagens, considerando conforto, duração do percurso e preço. Essas opções são discutidas em detalhes no texto que se segue, porém, se você estiver com pressa, vou adiantar logo a minha opinião:

Para mim, a melhor opção para ir de Paris a Reims é de trem

Digo isso porque ir de trem é relativamente rápido (45 minutos de viagem em trem de alta velocidade, sem paradas), não deixa o motorista cansado, você chega direto no centro da cidade, não precisa se preocupar com estacionamento, é uma opção relativamente barata e o processo de checkin, embarque e desembarque é extremamente simples.

De carro também tem seus encantos: É você quem define seus horários, pode fazer o percurso que quiser, para quando e onde quiser, tem acesso fácil e rápido à algumas atrações afastadas do centro de Reims, onde não é possível ir de transporte público e se você estiver em um grupo de quatro pessoas é até um pouco mais barato do que ir de trem TGV.

Para quem não gosta de se preocupar com a rota e nem de se aventurar a viajar de trem, não quer perder tempo escolhendo as atrações que vai visitar, reservando entrada e tudo mais, há passeios de um dia de duração com guias que falam português e que incluem visita às principais atrações em um ônibus turístico confortável, que lhe pega e lhe devolve no hotel ou que partem e retornam de um ponto em Paris.

Se preferir saber os detalhes sobre cada opção ou todas as informações necessárias para você ir de trem, continue lendo esse artigo e consulte também o outro artigo desse blog que compara as formas de viajar pela Europa em geral, considerando as opções de carro de trem e de avião explicando sobre as vantagens e desvantagens e com dicas sobre cada opção.

Como ir de Paris a Reims de trem

Gare de l'Est, em Paris, de onde partem os trens para Reims

Gare de l’Est, em Paris, de onde partem os trens para Reims

Estações de partida e de chegada

Reims é servido por duas principais estações ferroviárias: Gare de Reims, no centro da cidade e a Champagne-Ardenne TGV, que fica a 8 km a sudoeste do centro.

Se você estiver indo de Paris, independente da estação de destino em Reims, a estação de partida será sempre a Gare de l´Est, que fica na Place du 11 novembre, 1918, Paris, com acesso pelas linhas de metrô 4, 5 e 7 bem como pelas linhas de ônibus 38, 46 e 65.

Além de Paris, há trens TGV de ida e volta de Reims para Metz, Nancy e Strasbourg.

Gare de Reims

Gare de Reims

Como ir da estação de desembarque até as atrações em Reims

Se o destino de sua passagem de trem for a Gare de Reims, você já desembarcará no centro, onde estão localizadas quase todas as principais atrações. Além disso, bem próximo à estação há vários hotéis e restaurantes e um excelente posto de informações turísticas.

Se a sua estação de destino for a Gare Champagne TGV, ao chegar na cidade terá que fazer uma curta caminhada a pé até o ponto final da linha B de bonde, que é a estação BEZANNES, e esperar o próximo bonde elétrico (também conhecido como tramway). Depois de embarcar no bonde você deve comprar um bilhete de € 1,55, que lhe dá direito a uma hora de circulação pelo transporte público local e pronto! … em 23 minutos você chegará á estação OPÉRA do bonde, que fica bem no centro da cidade.

Preço, duração da viagem e tipos de trem

Paris Lest TGV

Trens TGV em Paris – Gare d’Lest

Ambas estações em Reims oferecem a opção de conexão direta de ida e volta com Paris por trens de alta velocidade, conhecidos como TGV, que viajam a mais de 300 km por hora. Você pode fazer o percurso também utilizando os trens regionais, conhecidos como TER, que são mais lentos e tem passagem um pouco mais barata. Há também opções com paradas e até trocas de trem no meio do caminho (i.e. baldeação), inclusive fazendo parte do percurso de TGV e parte de TER. Na minha opinião vale a pena ir de TGV e direto, isto é, sem paradas.

De TER a viagem direta dura cerca de 2 horas e o bilhete de segunda classe de ida e volta custa cerca de € 30,00. De TGV a viagem dura 45 min e a passagem de ida e volta de segunda classe custa cerca de  €37,00.

Resumindo, de TGV a passagem pode chegar a custar mais que o dobro mas, em compensação, a viagem de trem dura menos da metade do tempo. Se você somar a duração dos percursos de ida e volta ganhará mais de duas horas de passeio a mais em Reims se for de TGV e para isso pagará a mais cerca de € 30,00 por pessoa. A escolha é sua!

Trem TER da SNCF

Trem TER da SNCF

Escolha dos horários

Se a ideia é fazer um passeio de um dia, retornando para dormir em Paris, recomendo pegar o trem o mais cedo possível, para ter o máximo de tempo para aproveitar a cidade. Da mesma forma, é recomendado pegar o trem de volta o mais tarde possível. O primeiro trem TGV direto para Reims parte de Paris às 7h13 e chega à Gare Champagne TGV em Reims às 7h52 (39 minutos de viagem!)  o último trem TGV direto retorna às 22h13 partindo também da Gare de Reims.

Se for pegar o primeiro trem de Paris para Reims, calcule o tempo de percurso do hotel em Paris até a Gare de l’Est e veja se é possível chegar à estação de trem pelo menos meia hora antes da partida. Considere também que o  metrô de Paris funciona a partir de 6:00.

Compra da passagem de trem

O bilhete que te habilita ao embarque de trem pode ser comprado no site da SNCF, que é a companhia ferroviária nacional francesa. O preço de um bilhete varia de acordo com a antecedência da compra, com os horários escolhidos e com o nível de conforto, isto é, se a passagem é de primeira ou segunda classe. Eu costumo comprar com 6 semanas de antecedência para conseguir um preço menor e sempre escolho a passagem de segunda classe, que já é bem mais confortável do que a classe econômica dos aviões e não acho que justifica pagar por um pouco mais de espaço para uma viagem curta como essa. No entanto, no caso do percurso de Pareis a Reims, a diferença de preço não é tão grande quanto nos aviões: A passagem de primeira classe é, em média, 22% mais cara. Na página principal da SNCF não deixe de consultar as informações sob o título BONS PLANS DU MOMENT, pois pode haver alguma promoção que se encaixe no período e destino da sua viagem.

Se você preferir fazer a sua reserva em um site em português do Brasil e não se importar em pagar uns 20% a mais pelas passagens e perder a chance de conseguir uma promoção no site francês da SNCF, você pode fazer sua reserva pelo site da Rail Europe. Também no site da SNCF você pode selecionar outro país no canto superior direito. Se selecionar UK (Inglaterra), por exemplo, o site fica em inglês, mas as promoções não são as mesmas do site francês.

Voltando então à opção que eu uso, que é a do site da SNCF em francês, para comprar a passagem de ida e volta você deve escolher a opção (ALLER-RETOUR) e preencher o nome da estação de origem em paris com “Gare de l’Est (Paris)”  e a de destino em Reims como “Champagne-Ardenne TGV (à 8km de Reims)” ou “Reims Centre”. Utilize esse link para ir direto à página para compra do bilhete de passagem com suporte à escolha de melhor preço, mas sem poder escolher a estação de destino.

Depois de escolher o tipo de viagem e as estações de origem e destino você deve especificar a data de ida e volta, o número de passageiros que vão embarcar e o nível de conforto. Depois, é só clicar no botão RECHERCHEZ (pesquisar) para ter acesso à página com os horários e tarifas disponíveis. Depois disso basta escolher o seu horário de ida e volta e efetuar a compra.

Dicas para quem vai de trem

  • Cuidado para não perder o trem: Chegue na estação pelo menos 30 minutos antes. O trem não te espera e parte no horário.
  • Fique de olho nas suas malas e mochilas: Se a sua viagem é de um dia, não vai precisar levar malas e provavelmente a deixará no hotel em Paris. Se levar uma mochila, coloque-a no compartimento de bagagem acima do seu assento e fique atento. Se for levar mala, dependendo do tamanho ela deverá ficar em um compartimento de bagagem localizado na extremidade do vagão, perto da porta de entrada e saída e, portanto, longe de você e fácil de ser furtada. Nesse caso, recomendo comprar e levar do Brasil um cadeado de bicicleta, para prender a mala à grade do compartimento, de modo a dificultar o furto.
  • Economize: Em geral o preço de comida e bebida no trem é caro. De preferência coma antes ou leve lanche e água comprados no supermercado, a menos que você não resista à oportunidade de fazer um lanche no vagão-restaurante do trem. Como a viagem para Reims é curta, a opção mais barata é, simplesmente, não comer nada!
  • Embarque no trem certo e no vagão certo: Na estação de embarque, da mesma forma que nos aeroportos, há uma TV com a lista dos próximos trens, indicando o horário e a plataforma de partida. No seu bilhete está indicado a classe, número do vagão e número do assento (quando for marcado). No lado de fora, próximo á porta de entrada de cada vagão, há indicação do número do vagão.

Pacote turístico de passeio a Reims

Essa opção é a que eu chamo da “opção VIP”: Um ônibus luxuoso te pega no hotel em Paris e te leva para conhecer Reims e suas principais atrações com guia, reservas e ingressos incluídos. No final você é entregue no hotel de volta!

Ônibus da PARISCityVISION

Ônibus da PARISCityVISION

Para quem aprecia a comodidade e não faz questão de fazer um roteiro personalizado, há passeios de um dia de duração, em ônibus de luxo com ar condicionado, com guias que falam português e que incluem visita às construções históricas, almoço e visitas a casas de produção de champanhe de Reims ou de outras cidades próximas, com degustação.

Os grandes atrativos desses passeios são a comodidade, segurança e conforto, pois você não precisa se preocupar com nada e tem um guia o tempo todo à sua disposição para tirar dúvidas, lhe explicar os detalhes sobre os locais visitados e até servir de intérprete, se você não domina o francês. Por outro lado, associado a todos esse serviço tem um preço:  Esses passeios custam a partir de €135,00 por pessoa, não estando, portanto, entre as opções mais baratas, mas incluem ingresso para as atrações visitadas e, em alguns casos, até almoço com bebida incluída.

Existem opções em que o ônibus lhe busca e lhe devolve no hotel e outras em que você parte e retorna de um ponto específico de Paris, bem próximo à estação de Metrô da linha 1 Tuileries.

Uma boa opção de excursão de um dia, incluindo transporte de ônibus ou van são os pacotes da ParisCityVision [link patrocinado]. Essa empresa oferece algumas opções de visita guiada a Reims, incluindo os percursos de ida e volta a Paris:

  1. Partindo de um local no centro de Paris: Translado de ônibus de luxo, com visita aos monumentos históricos, tempo livre para passeio a pé pela cidade, visita à catedral e a duas casas de champanhe e travessia da região próxima à cidade, com paisagem repleta de vinhedos. Você embarca e desembarca no ônibus em um local no centro de Paris, facilmente acessível de metrô (rue des Pyramides, 2)
  2. Partindo e retornando ao seu hotel: A mesma visita do item anterior, só que inclui o serviço de uma van que faz o translado de ida e volta do seu local de estadia até o local de partida do ônibus em Paris. Você paga € 40,00 a mais por isso.
  3. Em pequenos grupos, que inclui os mesmos itens da visita às instalações de um viticultor local em Reims e mais e almoço com bebidas incluídas,
  4. Se você estiver em um grupo de 5 a 8 pessoas, acho que vale a pena considerar a opção de excursão exclusiva e personalizada para o seu grupo, em micro-ônibus, acompanhado por um motorista guia-intérprete e com saída e retorno de seu hotel. Para consultar os detalhes sobre esse passeio, use o link do item 3 acima e escolha Tour privatizado no canto superior direito da tela.

Você escolhe a sua opção de passeio, informa a data e horário pretendido, o número de pessoas, confere o valor total e clica em cesta de compras. depois informa os seus dados pessoais e informações de pagamento e conclui o processo de reserva. Depois você recebe a confirmação da reserva por e-mail junto com um voucher, que você deve imprimir e apresentar ao motorista no início do passeio. Você também pode reservar e comprar o passeio diretamente no local sede da empresa em Paris, na rue des Pyramides, número 2, porém, se deixar para a última hora correrá o risco de não haver disponibilidade para a data que você quer. Sendo assim, recomendo fazer a reserva com antecedência pela internet.

Com mais de 80 anos de experiência e mais de 2 milhões de turistas recebidos por ano, a ParisCityVision é especialista em visitas turísticas em Paris e na França, oferecendo também passeios a   Londres, na Inglaterra e a  Bruges, na Bélgica, a partir de Paris. Vale a pena dar uma olhada nos seus outros passeios e pacotes turísticos.

Eu prefiro a ParisCityVision porque eles são líderes de mercado, tem uma ótima reputação, trabalham com guias profissionais, a reserva com eles é simples e rápida, não cobram taxa de cancelamento e são parceiros desse blog, ou seja, se você comprar um passeio turístico com eles a partir dos links desse blog estará me ajudando a cobrir os custos de manutenção e melhorias desse blog.

Há, no entanto, outras empresas que oferecem tour guiado de Paris e Reims em vans, como é o caso da Viator, que é do grupo TripAdvisor® e que tem um aplicativo para iPhone e Android que ajuda você a planejar suas viagem e obter informações sobre os locais que deseja visitar, bem como adquirir bilhetes e reservas para as atrações.

De carro

Se você alugar um Peugeot 308 ou similar por 24 horas com o seguro básico incluído, navegador (GPS) e quilometragem livre pagará cerca de € 175,00. Dá para você ir  de manhã bem cedo com mais três ou quatro pessoas, passar o dia lá, voltar de noite e devolver o carro na manhã do dia seguinte, no mesmo horário em que pegou para não passar das 24 horas. Para alugar um carro basta você ter mais de 25 anos e levar a sua carteira de motorista do Brasil, que vale lá.

Estrada para Reims

Indo para Reims pela A26/E17

O caminho mais rápido de Paris a Reims de carro é pela rodovia francesa A4 (Paris-Estrasburgo), também conhecida como autoroute de l’Est ou, pela numeração de rodovias da União Europeia, E50. Você percorrerá mais ou menos 140 km em cerca de 1h e 40 min, dependendo do trânsito no percurso e do local de origem em Paris. Além do valor do aluguel do carro você deverá gastar cerca de € 25,00 (€ 10,00 de pedágio e € 15,00 de combustível) no percurso de ida, totalizando cerca de € 50,00 ida e volta.

Outra opção interessante é ir pela N2. A distância é praticamente a mesma mas a velocidade máxima nas estradas do percurso é menor  e a viagem vai durar cerca de 20 minutos a mais, porém você não paga pedágio.

Veja as duas opções no mapa abaixo. Essas informações  valem também para o percurso de volta.

Além do google maps, uma boa opção para planejamento de viagem de carro é o site do guia viamichelin. Lá você encontra informações adicionais interessantes como, por exemplo, locais de estacionamento nas cidades, pontos turísticos no caminho e consumo de combustível no percurso.

Placa Reims Prunay

Para quem vai para Reims de carro há três estacionamentos cobertos e seguros no centro da cidade com diária de €12,50 e o preço por hora variando de € 0,50 a € 1,00, dependendo do tempo de permanência. Para maiores informações sobre esses estacionamentos visite o site da cpa-champagneparcauto.

Dicas para quem vai de carro

  • Se a duração total de sua viagem permitir, considere a opção de planejar a sua ida de Paris a Reims para mais de um dia de duração. Assim você poderá parar no meio do caminho para explorar os vinhedos, a natureza e as pequenas cidades da região como, por exemplo, o Château de Pierrefonds e a Floresta Retz, que ficam na N2 (rota sem pedágio).
  • Esteja atento às placas de velocidade máxima nas estradas e principalmente ao passar pelas cidadezinhas e vilarejos do interior, onde a velocidade é limitada a 50 km/h ou até menos. Mesmo nos arredores de Paris há trechos com velocidade limitada a 30 km/h! As estradas são muito bem pavimentadas, o que motiva o motorista a pisar no acelerador, mas há radares e câmeras espalhados pelo percurso e não é uma boa notícia receber uma correspondência da locadora de automóveis, depois que retornar ao Brasil, com uma fatura de multas em EURO para você pagar.
  • Eu recomendo levar um navegador veicular (GPS) para se orientar nas estradas e nas cidades. Se tem dúvidas sobre se deve usar ou não, leia esse artigo com 6 motivos para você usar um GPS em suas viagens. A menos que você vá utilizar um telefone com chip europeu, acho melhor usar um navegador, mesmo que alugado junto com o carro, na locadora, do que utilizar um aplicativo para smartphone. Para maiores detalhes veja o artigo desse blog que explica se é melhor comprar um GPS ou usar um aplicativo para smartphone.
  • Lembre-se que nas cidades, quando não há sinal de trânsito, os pedestres tem preferência sobre os automóveis nas faixas de pedestres, portanto, é comum os nativos atravessarem a rua sobre as faixas sem nem olhar se está vindo algum carro. Sendo assim, esteja muito atento e sempre pare quando ver uma faixa de pedestres, especialmente se houver pedestres perto dela, mesmo que ainda na calçada!
  • No percurso de Paris a Reims você para três vezes por causa de pedágios: A primeira parada é ao sair de Paris, logo depois do Túnel de Champigny, em Champigny-sur-Marne onde você paga € 2,10. Depois você para na cabine de pedágio em Montreuil apenas para pegar o bilhete de pedágio. Por fim, em Thillois você para na cabine de pedágio e paga € 8,40. Você pode pagar com dinheiro, cartão de crédito ou cartão de débito. Eu prefiro pagar em dinheiro porque em muitos casos o cartão de crédito brasileiro, mesmo que internacional, não funciona nas cabines de pedágio. Nesse caso é bom ter o dinheiro trocado e separado para não ouvir o desabafo dos impacientes que estão atrás de você na fila do pedágio. No site da associação de auto-estradas francesas você encontra maiores detalhes sobre a rota, inclusive a referência dos locais de parada para pegar bilhete e para pagar pedágio e os valores a serem pagos nessa ou em qualquer outra rota na região.
  • Na França, as placas que indicam estradas departamentais ou nacionais, sem pedágio, tem fundo verde e as que indicam auto-estrada com pedágio tem fundo azul, como você pode ver na foto abaixo. Em Reims as placas locais para orientação dentro da cidade tem fundo branco, como na foto acima.
Placas na A4, no caminho de Paris para Reims

Placas na A4, no caminho de Paris para Reims

De ônibus

Definitivamente, não considero o ônibus intermunicipal uma boa opção de transporte de Paris a Reims

Ônibus da EurolinesO ônibus é considerado um meio de transporte secundário na Europa, por conta da extensa malha ferroviária do continente. Se ainda assim você considerar que vale a pena a experiência de ir de ônibus, a Eurolines é a melhor opção que conheço para ir de Paris a Reims. Com mais de 30 anos de mercado e 4 milhões de passageiros transportados por ano, essa empresa é líder em transporte de ônibus pela Europa e, que eu saiba, é a única empresa que oferece ônibus regulares de Paris para Reims e vice versa.

As opções de horário são muito restritas. Há somente uma opção de horário de ida que é às 18:00 e também uma única opção de horário de volta, que é às 4:45 da madrugada! Não é possível comprar a passagem de ônibus para esse trecho pela internet. É necessário comprar por telefone 0892 89 90 91 (0,34 € / min) ou apresentar-se pessoalmente em um dos escritórios da Eurolines. Em Paris os ônibus da Eurolines partem da Estação rodoviária de Bagnolet, que fica ao lado da estação de metrô Gallieni, que é o ponto final da linha 3 (Pont de Levallois – Gallieni). Ao desembarcar na estação Gallieni, siga as placas em direção à saída Eurolines – Gare Routière Internationale de Paris Gallieni e então suba as escadas. Os guichês da Eurolines ficam á sua esquerda.

Saída na estação Gallieni para a Gare Routière Internationale de Paris

Saída Eurolines na estação de metrô Gallieni, em Paris

A passagem de ida e volta custa € 52,00 e a viagem dura 2 horas e 15 minutos, daí porque acho que não vale a pena ir de ônibus comparado com os € 55,00 que você pode pagar para uma viagem de ida e volta de trem TGV que dura 45 minutos, com várias opções de horário de ida e de volta por dia e com passagem vendida pela internet.

 De táxi

Taxi parisiense

Taxi parisiense

Antes de mais nada, também não considero uma boa ideia ir de táxi de Paris para Reims a menos que você não saiba, não possa ou não queira dirigir. Por exemplo, uma viagem de táxi pela taxido.net, de ida e volta do centro de Paris até Reims, indo às 7:00 da manhã e voltando às 22:50 custa cerca de € 414,00 em um Peugeot 508, que comporta até 4 pessoas. A capacidade padrão de um táxi é de 4 passageiros, mas essa empresa tem veículos de capacidade de até 8 passageiros.

Considero esse valor alto comparado com cerca de € 225,00 que você gastaria com aluguel de um Peugeot 308 e mais o combustível, podendo transportar 4 pessoas e mais um motorista, que nesse caso seria uma das pessoas do seu grupo. Mesmo considerando que indo de táxi você terá um motorista para dirigir para você e, portanto, ficará menos cansado, de carro alugado você pode ir parando no caminho e fazer o percurso que mais lhe agradar, não pagando pelos quilômetros rodados ao percorrer as cidades e atrações do caminho e nem ao percorrer a própria cidade de Reims.

A comparação de preço do táxi com trem ou ônibus de pacote turístico também coloca o táxi em muita desvantagem, por isso, não vejo razões para uma pessoa escolher essa opção, a não ser em casos de extrema urgência ou fatalidades.

De avião

Pequeno avião Cessna.f172g

Não há companhias aéreas que ofereçam vôos regulares para o pequeno Aeródromo de  Reims (código IATA RHE), portanto, a única opção de chegar de avião à cidade é por aeronaves próprias ou fretadas. O aeródromo fica a 13 km do centro da cidade pela Rodovia D944. Esse percurso pode ser feito de táxi em cerca de 20 minutos. Não há transporte público até o aeroporto. Devido a todos esses fatos, quando se fala em ir de avião para Reims a ideia que vem à cabeça é chegar até o Aeroporto Paris-Charles de Gaulle (CDG) e de lá se deslocar de carro, de trem, de ônibus ou de van até Reims, conforme informações dos itens anteriores.

Nesse caso os preços são indiscutivelmente muito maiores do que o das outras opções. Por exemplo, um vôo charter de ida e volta para 6 passageiros de Paris (LFPG) para Reims(LFQA) em um avião fretado de menor custo dura cerca de 34 minutos e custa cerca de € 2.600,00, não incluindo as taxas aeroportuárias, conforme estimativa feita na Evolution Jet.

Não há transporte público até o aeroporto e você precisa agendar um táxi para te buscar e te levar mas, pensando bem, quem vai de voo fretado ou avião particular vai preferir contratar um serviço de guia turístico e intérprete em português, incluindo motorista em carro de luxo, não é mesmo?

Outras dicas e informações

Se você pretende ir a Reims e gostou desse artigo não deixe de conhecer os outros artigos desse blog com mais dicas e informações importantes sobre a cidade:

  1. Reims: Roteiro de um dia a partir de Paris, onde apresento um roteiro detalhado para você passar um dia inesquecível na cidade, baseado em minha experiência própria de vista à cidade e em dicas que recebi da equipe da secretaria de turismo da cidade. No final dele você encontrará outras referências sobre o aplicativo e o centro de informações turísticas de Reims, onde você poderá obter mais informações sobre a cidade;
  2. No artigo onde apresento sugestões de atividades além das atrações imperdíveis, visitadas por todo turista você vai conhecer opções para personalizar a sua visita como, por exemplo, andando de bike no meio dos vinhedos, saindo à noite com os amigos, visitando uma floresta bizarra ou se misturando aos habitantes locais e conhecendo o quotidiano da cidade;
  3. No artigo sobre como se locomover em Reims há dicas detalhadas para deslocamento à pé, de transporte público, de carro, de táxi, de micro ônibus panorâmico e de ciclo táxi pela cidade.

Além disso, em outros artigos que publicarei breve nesse blog, você terá mais informações sobre a cidade:

  1. As casas de champanhe de Reims, com descrição, endereço e informações para reserva de visita guiada às sedes das principais casas de champanhe do mundo, localizadas em Reims, e às suas adegas naturais, conhecidas como caves;
  2. Os monumentos históricos de Reims, com detalhes sobre a história da cidade e sobre os principais monumentos, em especial os classificados como Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Fique atento e visite regularmente esse blog ou cadastre o seu endereço de e-mail no campo apropriado, na coluna da direita, no topo dessa página, para receber uma notificação cada vez que for publicado um novo artigo.

Palavras finais

Se gostou desse artigo talvez lhe interesse os artigos relacionados listados abaixo. Se você quer  imprimi-lo para utilizar em sua viagem, utilize o botão de impressão abaixo. Os demais botões servem para você compartilhar esse artigo por e-mail ou pelas redes sociais da qual participa. Compartilhar não custa nada e você me ajuda a divulgar o meu blog.

Comentários, sugestões e informações sobre a sua visita a Reims serão todos bem-vindos, especialmente se visitou alguma das atrações sugeridas nessas artigo. Utilize o espaço apropriado abaixo para deixar os seus comentários.

Boa viagem!


Crédito das fotos utilizadas nesse artigo: As fotos da Gare de l’Est (train station) e da placa no teto do táxi de Paris são do © Paris Tourist Office – Fotógrafo : Jacques Lebar e foram publicadas nesse blog com autorização por escrito obtida em 22/4/2015. A foto dos trens TGV é de Taxiarchos228, licenciada como CC BY 3.0 via Wikimedia Commons. A foto do trem TER é de Claude Villetaneuse, licenciada como CC BY 3.0 via Wikimedia Commons. A foto do ônibus da PARISCityVISION foi enviada pela própria empresa em 17/6/2015, especialmente para divulgação nesse blog. A foto do ônibus da Eurolines é de Hynek Moravec ©, licenciada como CC BY 3.0 e obtida na Wikimedia Commons. A foto da saída Eurolines, na estação de metrô Gallieni é de Pierre-Yves Beaudouin ©.  A foto do avião é de Arpingstone e é de domínio público. As demais fotos são do acervo pessoal © Jodelson Sabino e tem todos os direitos reservados, sendo proibida a divulgação ou uso das mesmas sem a prévia autorização expressa e por escrito do autor.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

4 thoughts on “Como ir de Paris a Reims

  • Dillemba

    Artigo super completo, nos deixando em condições de escolher o meio de transporte adequado ao perfil de cada um. Particularmente fujo dos pacotes turísticos, que nos levam
    correndo de um lugar para outro, sem poder ver nada com calma, além das refeições em restaurantes de segunda classe. Aguardo ansiosamente o artigo sobre meios de locomoção dentro de Reims.